Making of #8 [traduzir o procedimento]


Ontem contávamos um pouco sobre o impacto que tivemos com o trânsito da cidade. Costumamos ouvir muito rádio e, chegando a São Paulo, foi uma surpresa acompanhar a cobertura que as estações fazem do trânsito aqui. Daí para a lembrança de “Traffic” foi um passo.

O livro de Kenneth Goldsmith foi publicado em 2007 e faz parte de uma série feita de reproduções que ele chamou de Trilogia de Nova Iorque, composta por "Weather", em que se apropria de boletins meteorológicos, "Sports", livro feito a partir do registro de uma partida de baseball, e "Traffic". Em "Traffic", o autor editou 24 de horas dos boletins de trânsito de uma rádio na véspera de um feriado prolongado em Nova Iorque. O livro é composto de 144 partes, porque a cada 10 minutos ele grava, seleciona e transcreve mais ou menos 3 minutos de texto.

Pra gente, não faria o menor sentido traduzir o livro. Mesmo que se chegasse ao tom do original, o texto abordaria lugares, referências e topônimos que não dizem nada para os motoristas daqui. Resolvemos, então, tentar uma versão que chamamos de "dublada", isto é, fazer uma espécie de tradução do procedimento de Goldsmith.

Véspera de um fim de semana prolongado, adaptar o expediente do autor. No lugar das 24 horas, preparar uma versão compacta de 3 horas. A cada 10 minutos, gravar, selecionar e transcrever mais ou menos 3 minutos de texto de uma rádio de trânsito em São Paulo.