Making of #3 [Luna Parque Edições]

Estava contando esses dias que foi em Buenos Aires que eu e o Leo escolhemos um nome para o nosso selinho editorial. Dando sequência à história, no último dia da viagem, estávamos bem no centro de Buenos Aires, quando vimos, na Avenida Madero (entre a Corrientes e a Lavalle), o Stadium Luna Park, antigo estádio de boxe que depois virou casa de shows e espetáculos.

Assim que o letreiro em neon vermelho acendeu, pensamos na mesma coisa: é este o nome! Então, ele passou a ecoar – além do conhecido parque de diversões – o "Coney Island of the mind", do Ferlinghetti, o poema “Luna Parque”, da Adília Lopes, e tantas outras referências. Lembrei também que tive um cd com leituras de poesia francesa chamado Luna Park, mas não consegui localizar online.

Voltamos para casa prontos para começar este parque de edições. A seguir, queremos contar de onde veio a ideia para a primeira coleção de livrinhos da Luna Parque. Enquanto isso, segue nossa página aqui no facebook (https://www.facebook.com/lunaparqueedicoes), e o poema da Adília Lopes.